Prefeita de Cacoal Glaucione diz que sua irmã não vai roubar no SAAE

News3
              Cacoal, RO - Ao completar cinco meses de gestão, a prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues (PMDB), já demonstra cansaço, irritação e grandes entraves burocráticos para avançar em seus programas de desenvolvimento prometidos na campanha eleitoral. A cidade apresenta problemas na área de infraestrutura, saúde pública e excesso de cargos comissionados. Além desse cenário, a chefe do Executivo também enfrenta um dilema de ordem pessoal: a nomeação da irmã, Cláudia Rodrigues, para o Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Cacoal (SAAE).

Em entrevista ao jornal A Tribuna, Glaucione demonstrou não ter conhecimento algum da máquina administrativa durante o período eleitoral, quando comprometeu-se a desburocratizar a prefeitura, avançar nas áreas sociais e criar um programa de modernização para Cacoal. “Uma desgraceira foi feita aqui, me desculpa a palavra, mas a verdade é essa.

O que o ex-prefeito fez com essa prefeitura é uma covardia. Ele acabou com essa prefeitura. Hoje temos grupos de um lado, grupos de outro e eu estou tentando dar um jeito”, disse ela aos jornalistas do periódico, atribuindo ao ex-prefeito Padre Franco (PT) sua paralisia administrativa.

    Sobre sua irmã, Glaucione coloca a mão no fogo: “... Sei que não haverá desvios de nenhum real, nem de um cano e nem de nada”. A ida de Cláudia Rodrigues causou descontentamento entre os servidores e causou até sabotagem, segundo a prefeita. “Cortaram água num dia, no outro dia deixaram a água suja. Mas a gente tem que ser firme, aguentar as pauladas” acrescentou.

Compartilhe:

Deixe seu comentário