Atividades religiosas nos templos de Rolim de Moura voltam a funcionar nesta sexta-feira, (24)

Igrejas poderão funcionar com 30% da capacidade de cada prédio, seguindo as regras de manterem o distanciamento, além do uso de álcool gel, máscaras e EPIs

0
137
foto: jornalinforondonia.com

Lideranças religiosas de Rolim de Moura (RO), foram recebidas na manhã desta quarta-feira (22/04), pelo prefeito Luiz Ademir Schock, “Luizão do Trento”, onde se discutiu a possibilidade de editar um decreto para que as igrejas voltem a realizar reuniões religiosas (Cultos e Missas).

No início da reunião o prefeito explicou quais as medidas têm sido tomadas pela administração para combate a covid-19, como a montagem de barreiras sanitárias, o comitê de combate ao novo coronavírus, a desinfecção dos pontos com maior circulação de pessoas, os decretos que foram publicados para manter as pessoas em distanciamento e muitas outras ações que estão sendo tomadas sempre com a orientação das autoridades em saúde e do corpo jurídico do município.

“Temos pensado bastante para tomar nossas decisões, nossa equipe trabalha em conjunto, pois entendemos que as pessoas precisam trabalhar, mas temos que atuar de forma preventiva, pois essa situação é muito delicada, por isso que discutimos bastante, ouvimos todas as classes e vamos flexibilizando, durante esta reunião recebemos a notícia de que os nossos pacientes que tinham apontado positivo para covid-19 estão curados, então acredito que estamos no caminho certo”, afirmou Luizão.

A reunião contou com a presença da secretária municipal de saúde, Simone Paes e da Advogada Florisbela Lima, representando a procuradoria do município.

Os líderes religiosos parabenizaram o prefeito Luizão do Trento e a equipe pela forma de condução das ações em meio a pandemia. Depois de ouvir a explanação de cada um, o prefeito em conjunto com a secretaria de saúde e a procuradoria, informou que publicará um decreto ainda esta semana, permitindo a realização das atividades religiosas nos templos de Rolim de Moura, porém com apenas 30% da capacidade de cada prédio. As lideranças eclesiais concordaram e se comprometeram junto aos fiéis, a manterem o distanciamento, além do uso de álcool gel, máscaras e EPIs.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here