CANTORA DE ‘MENINA SOLTA’ É UMA PROMESSA DO POP BRASILEIRO

0
54

Com milhões de ouvintes em plataformas de streaming e milhares de seguidores nas redes sociais, a cantora Giulia Be, de 20 anos, parece ter se tornado a nova queridinha da música pop brasileira. Se você nunca ouviu falar dela, então já é melhor se preparar para descobrir quem é Giulia Be, que promete dominar as paradas – e em pelo menos três idiomas.

Com quatro singles lançados, a cantora carioca ficou conhecida, principalmente, por ‘Too Bad’, a primeira música dela e que entrou para a trilha sonora da novela ‘O Sétimo Guardião’, da TV Globo – e, vale citar, cujo videoclipe tem uma vibe bem “música pop norte-americana”.

A canção fez tanto sucesso que ficou entre as mais buscadas na plataforma do Shazam – que identifica o artista e o nome da música a partir de uma gravação de som. A estratégia de marketing foi inovadora no Brasil: a música foi lançada apenas na novela, antes de chegar para o grande público através das plataformas de streaming e rádios.

 

Agora, algum tempo depois, a música que mais se destaca nas paradas até hoje é ‘Menina Solta’, que segue a linha da atual leva de artistas “good vibes”, com direto a videoclipe na praia e também uma versão em espanhol, a ‘Chiquita Suelta’.

ASSISTA AO CLIPE DE ‘MENINA SOLTA’, DE GIULIA BE:

GIULIA BE É ELOGIADA PELO GRUPO MAROON 5

Em entrevista ao jornal ‘Extra’, Giulia Be contou que já tinha uma relação com música desde a infância: ela começou a tocar piano aos seis anos, a compor, aos oito. Apesar da inclinação para a arte, ela só resolveu seguir carreira depois de um acontecimento durante o festival ‘Rock in Rio’ do ano de 2017, quando ela tinha apenas 17 anos de idade.

Ela estava nos bastidores com os integrantes do grupo Maroon 5 que, naquele ano, passou pelo festival – para cobrir o desfalque de Lady Gaga, vale mencionar – quando ouviu dos próprios que “levava jeito” para a música ao cantar um trecho de ‘She Will Be Loved’.

NA ESTRADA

Inspirada pela banda, a jovem pegou dinheiro emprestado com os pais e partiu rumo a um estúdio na cidade de São Paulo, onde gravou o primeiro vídeo cantando. A canção escolhida: ‘Deixe-Me Ir’, da gravadora de rap 1KILO.

Apesar de criticada por ser loira e fazer uma versão de um rap, a cantora chamou atenção. “Por ser nova, loira e ter olhos claros, recebi comentários negativos ao interpretar uma música de um coletivo de rap”, contou ela.

“Mas conheço meus privilégios e meu lugar de fala, só queria mostrar que sabia o que estava fazendo e podia imprimir meu estilo numa obra consagrada. Deu certo. Apesar dos haters, o vídeo viralizou e assinei com uma gravadora”, completou.

Com contrato fechado com a Warner Music, ela comemorou que, inclusive, conseguiu pagar os pais de volta. “A dívida com eles para a gravação do cover também está paga. Fiz questão”, disse.

Ao jornal ‘Folha de S. Paulo’, a jovem acrescentou ter sentido que as coisas se encaixaram na trajetória dela. “Veio empresário, gravadora… Só pra você ter noção, o Rock in Rio foi em setembro [de 2017] e em novembro já estava tudo alinhado”, observou.

ROCK IN RIO DA SORTE

Importante na tomada de decisão de Giulia Be, o Rock In Rio (RiR) voltou a aparecer na vida da jovem, mas agora da perspectiva do palco para a plateia – e não o contrário.

Isso porque, dois anos depois daquele backstage com Maroon 5, Giulia Be se apresentou no festival. Mesmo sem álbum e com somente alguns singles, a cantora subiu ao palco para cantar com Projota.

Para completar o ciclo da sorte com o RiR, Giulia Be entrou no line up do ‘Rock in Rio Lisboa’, no Galp Music Valley, no palco Sunset. No país, inclusive, a cantora carioca chegou ao primeiro lugar no Spotify, ultrapassando o hit ‘Louco’, do rapper português Piruka.

Apesar do cancelamento em massa graças à pandemia do coronavírus, nos primeiros meses de 2020, o evento em Portugal seguia mantido até a publicação deste texto e deve acontecer nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho.

Fonte: Revista.Cifras

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here