CASSIANE É CRITICADA POR VIOLÊNCIA DOMÉSTICA EM CLIPE E MINIMIZAR COVID EM LIVE

0
7

A cantora gospel Cassiane foi alvo de críticas nas redes sociais por duas atitudes diferentes no último fim de semana. Uma delas envolveu o videoclipe da música ‘A Voz’, enquanto a outra ocorreu durante uma live da artista com Aline Barros.

Na sexta-feira (17), Cassiane lançou o clipe de ‘A Voz’, que gerou polêmica por, segundo vários internautas, romantizar a violência doméstica. Apesar da descrição e do comentário fixado do clipe recomendarem o telefone 180 para denunciar esse tipo de agressão, a filmagem em si retrata uma vítima que reza em vez de ligar para a polícia. O agressor é perdoado pela esposa e aparece com uma bíblia em mãos.

O vídeo recebeu uma série de críticas e descurtidas no YouTube. Diante disso, Cassiane pediu desculpas pelas redes sociais e divulgou um comunicado de sua gravadora, onde é dito que o videoclipe será regravado. Depois, ela própria publicou um texto próprio em que aponta: “Os inimigos de Deus não creem que Deus pode, sim, fazer esse milagre, e transformar qualquer pessoa. Eu creio e vou crer até o fim! Porém, na mesma hora falei com a gravadora e a MK prontamente entendeu que houve uma falha ao aprovar sem essa informação tão importante”.

 

Antes, em entrevista à jornalista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, a diretora artística da gravadora, Marina de Oliveira, chegou a dizer que as pessoas não entenderam a história do clipe porque não passaram por conversão religiosa. “Não podemos esperar que pessoas que ainda não foram alcançadas pela graça de Deus compreendam a profundidade da história. Essas pessoas não acreditam que Deus em sua misericórdia tem poder para mudar a vida e o comportamento de uma pessoa. Para enxergar e compreender isso é preciso se converter”, afirmou a diretora.

CASSIANE MINIMIZA CORONAVÍRUS: ‘NÃO PEGA EM NÓS’

A situação de Cassiane diante do público ficou ainda pior no último sábado (18). A cantora desrespeitou as recomendações de distanciamento social durante participação em uma live promovida por Aline Barros, chamada ‘Worship Live’, que arrecadava fundos para a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).

Antes e depois de cantar, Cassiane abraçou e apertou a mão de Aline Barros. Na ocasião, ela se explicou: “Gente, o ‘coronga’ não pega em nós, não, aleluia! A gente está sendo muito cuidadosa. Não fique preocupado, ouvi de um infectologista que, no mundo inteiro, 99% das pessoas vai pegar. Como o Senhor também cuida, e a gente faz a nossa parte… cheguei de máscara e tirei porque senão como é que eu canto? Desde que eu cheguei, estou com a minha mão que é álcool puro”.

Em outro momento, Aline Barros deu um abraço em outra convidada, Bruna Karla. Fernanda Brum, que também participou da transmissão e anunciou em maio que havia contraído o vírus, foi mais uma a derespeitar as orientações das autoridades de saúde. Ela chegou a dizer: “Não posso beijar, gente? Não posso abraçar? Ah, pode! A gente já se abraçou escondido”.

Assista à live na íntegra a seguir (a participação de Cassiane tem início em 1h19min30seg):

Fonte: Revista.Cifras

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here