GUSTTAVO LIMA TEVE A MÚSICA MAIS TOCADA DO ANO NAS RÁDIOS

0
25

O cantor Gusttavo Lima tem motivos para comemorar: ele teve a música mais tocada no ano nas rádios de todo o Brasil, segundo a Connect Mix, sistema que monitora as execuções de rádio no país. O feito foi realizado com a canção ‘Cem Mil’, com mais 850 mil reproduções.

Este é o segundo ano consecutivo que o sertanejo ocupa a primeira posição neste ranking. Em 2018, ‘Apelido Carinhoso’ não apenas foi a mais reproduzida do ano nas rádios, como bateu um recorde impressionante e foi executada quase 1,2 milhão de vezes (1.192.320 é o número exato).

Agora, em 2019, considerando os dados do Connect Mix, ‘Cem Mil’ foi tocada 854.154 vezes. Essa marca considera as rádios FM, AM, comunitárias e web-rádios do país.

A quinta posição do ranking também pertence ao cantor mineiro: ‘Milu’ foi ouvida 655.555 vezes nas rádios do Brasil em 2019. Dessa forma, Gusttavo Lima foi o único artista a surgir duas vezes entre as 10 canções mais tocadas do ano.

O top 10 é composto, quase exclusivamente, pelo sertanejo, que ocupa 7 posições. As outras três pertencem ao forró. A primeira faixa que não pertence a um desses gêneros vem a surgir apenas na 24ª posição: ‘Ouvi Dizer’, do grupo Melim. O funk, muito popular no Brasil, faz sua primeira aparição apenas no número 39, com ‘Terremoto’, de Anitta e Kevinho.

AS 10 MÚSICAS MAIS TOCADAS NAS RÁDIOS EM 2019:

  1. Gusttavo Lima – ‘Cem Mil’ (854.154 execuções)
  2. Felipe Araújo (com Ferrugem) – ‘Atrasadinha’ (806.361 execuções)
  3. Bruno e Marrone (com Jorge e Mateus) – ‘Surto de Amor’ (665.962 execuções)
  4. Zé Neto e Cristiano – ‘Estado Decadente – Acústico’ (663.047 execuções)
  5. Gusttavo Lima – ‘Milu’ (655.555 execuções)
  6. Jorge e Mateus – ‘Tijolão’ (638.128 execuções)
  7. Gabriel Diniz – ‘Jenifer’ (627.574 execuções)
  8. Luan Santana (com MC Kekel) – ‘Vingança’ (596.660 execuções)
  9. Wesley Safadão – ‘Igual Ela Só Uma’ (573.936 execuções)
  10. Márcia Fellipe (com Jerry Smith) – ‘Quem Me Dera’ (556.401 execuções)

Fonte: Revista.Cifras

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here