728 x 90

Ibama doa para vários órgãos, grande quantidade de madeira apreendida em operação da PF

Após a Operação SOS Karipuna, deflagrada pela Polícia Federal (PF) em junho deste ano, as mais de 4 mil toras e 2 mil pedaços de madeira apreendidas foram doadas pelo Ibama a órgãos municipais, estaduais e federais em Rondônia. No total, seis madeireiras foram fechadas.

A operação visava desarticular organizações criminosas instaladas na região da aldeia indígena, no distrito de União Bandeirantes, em Porto Velho. A doação, ressalta a PF, foi feita pelo Ibama em um tempo recorde devido as instituições terem trabalhado em equipe.

Durante a ação, foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária, cinco de prisão preventiva, 15 mandados de busca e apreensão, além de outras 22 medidas constritivas como quebras de sigilo bancário, suspensão das atividades e lacração de estabelecimentos, e sequestro de bens dos investigados até o valor de R$ 46 milhões.

Segundo PF, até a última segunda-feira (8), militares do Exército estavam no local das apreensões, na Terra Indígena Karipuna, para garantir que as toras e madeiras serradas não fossem furtadas ou queimadas. Hoje, A Força Nacional e a Polícia Militar Ambiental estão fazendo a segurança.

Ainda segundo a PF, criminosos chegaram a atear fogo em parte de uma madeireira e tentaram incendiar em outra sendo impedido pelo Exército Brasileiro. Foi feita perícia e será instaurado inquérito para tentar identificar os autores. 

O Ibama informou à PF, que a madeira apreendida está avaliada em aproximadamente R$ 3,2 milhões, porém não foi possível estimar o preço de algumas espécies já que havia madeira de todo tipo, inclusive madeiras raras cujo o Ibama nem sabia estimar de imediato o valor comercial, por ser uma madeira que já não existe para comércio, como por exemplo, a cerejeira.

Terra Karipuna

A Terra Karipuna é formada por uma área de proteção federal de 153 mil hectares. O local foi homologado em 1998 e, atualmente, existem cerca de cinco famílias morando na aldeia, o que representa cerca de 35 indígenas.

A aldeia está localizada no noroeste de Rondônia, dentro da faixa de fronteira, abrangendo os municípios de Porto Velho e Nova Mamoré.

Instituições que receberam doações:

Polícia Militar
Polícia Federal
5º Batalhão de Engenharia e Construção
Comando da 17ª de Infantaria de Selva
Prefeitura de Urupá
Prefeitura de Corumbiara
Prefeitura de Porto Velho
Prefeitura de Alto Paraíso
Superintendência do Iphan de Rondônia
Superintendência Estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária
Reserva Biológica do Rio Jaru
Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico
Associação dos Ferroviários da Estrada de Ferro Madeira Mamoré

Fonte: RondoniaAgora

Comentarios

os comentaio sao de sua problia responsabilidade *

Novidades

TOP 10 Musicas

  • banner lateral 2
  • Farmacia preço baixo