Marcos Rocha faz balanço do 1º ano de governo, fala sobre combate à corrupção e diz buscar investimentos para RO

0
9

O governador Marcos Rocha (PSL) reuniu a imprensa na manhã desta segunda-feira (23) para fazer um balanço do primeiro ano à frente do governo de Rondônia. Entre os assuntos abordados estavam a dívida do Beron, combate à corrupção e construção do novo pronto-socorro João Paulo II.

A entrevista foi realizada no auditório do Palácio Rio Madeira, sede do governo do Estado, em Porto Velho.

Uma das novidades anunciadas pelo governador para 2020 é a terceirização da pavimentação e manutenção de rodovias estaduais com malha de 11 mil quilômetros. Atualmente, a maior parte desses serviços é realizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER). O objetivo é que o departamento trabalhe junto aos municípios, segundo Marcos Rocha.

“Nosso estado é o agronegócio, então a gente precisa ter estradas adequadas e, pensando com os secretários, eu decidi que para o ano que vem nós teremos processo licitatório para contratar as principais vias do nosso estado”, explicou.

Marcos Rocha disse que busca investimentos para Rondônia e que há uma empresa que deve se instalar no estado para produzir álcool de milho para uso em veículos. Todo o processo da plantação até a industrialização deve acontecer no estado. Ele argumentou que a diminuição no valor do combustível compensaria o acréscimo na conta de energia elétrica.

“Hoje o álcool no nosso estado é caro então as pessoas preferem abastecer com gasolina, que também é muito cara. O objetivo é que consigamos exportar álcool. A projeção é que o litro passaria de R$ 3,80 para R$ 2,55. Isso dá um impacto positivo no bolso do rondoniense”, disse.

Veja os principais pontos abordados pelo governador:

  • Redução da burocracia nos órgãos públicos e enfrentamento à corrupção com a criação de delegacia especializada;
  • Terceirização da responsabilidade de pavimentação e manutenção de rodovias estaduais;
  • Dificuldade e esforço para cumprir o teto de gastos e enxugamento da folha de servidores;
  • Retomada da Feira Agropecuária de Porto Velho;
  • Incentivar a produção de álcool a partir do milho no estado para reduzir o preço do combustível e tornar vantajoso o uso;
  • Parceria com o Governo Federal para regularização fundiária de terras a partir do decreto presidencial;
  • Obras nos estádios Aluízio Ferreira (Porto Velho), João Saldanha (Guajará-Mirim) e do Centro de Convenções da capital;
  • Retirada da vacina contra a febre aftosa;
  • Assinatura de convênio para construção do novo pronto-socorro João Paulo II;
  • Operações de segurança em residenciais populares de Porto Velho.

Fonte: G1.Globo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here