Mediciense é morto em Cujubim ao cobrar diárias de servente de pedreiro

Suspeito de cometer o crime fugiu deixando a motocicleta para trás. Ele teria sido visto num bar, onde tomou uma pinga e seguiu de carona.

0
114
Vítima morreu com vários golpes de faca.

A Polícia Civil em Cujubim (RO), no Vale do Jamari, está investigando um crime de homicídio ocorrido no último dia 12 de janeiro, envolvendo cunhados, que trabalhavam na construção de uma casa, na zona rural do município, distante em torno de 60 km da sede do município.

Um homem de 42 anos, identificado como Vilson Teixeira, nascido em Presidente Médici (RO), Região Central, teria discutido cobrando dividas de diárias de serviço de servente de pedereiro do cunhado, identificado a principio como João Gonçalves Antunes, de 50 anos.

Depois da discussão por causa da dívida, os dois homens combinaram que no outro dia sairiam para acertar tudo na cidade, mas Vilson Teixeira foi encontrado por uma testemunha morto no outro dia.

Segundo o registro policial, uma testemunha encontrou o corpo de Vilson e avisou a sobrinha dele sobre o crime. “Vi que eles estavam demorando e resolvi ir atrás. Encontrei o Vilson caído na beirada do carreador ao lado da moto do João e corri na cidade para avisar a família”, contou.

Ainda de acordo com a testemunha, enquanto seguia para a cidade, passou num bar que fica numa vila e lá, foi informado que João havia passado e tomado uma pinga. “Ele – João – disse que sua motocicleta havia fundido o motor e que ele estaria indo buscar recursos”, contou o dono do bar.

Motocicleta do suspeito de cometer o crime estava próxima do corpo da vítima.

A testemunha avisou uma sobrinha que chamou a Polícia Militar que foi até o local, acompanhada da Perícia da Polícia Civil. “Foi encontrado o corpo caído à margem do carreador e mais a frente uma motocicleta. Ao lado do corpo havia uma faca, provavelmente usada no crime. A vítima tinha várias perfurações pelo corpo e no rosto”, disse um agente.

Conforme as autoridades, o suspeito teria confessado o crime por telefone para uma pessoa da família. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Cujubim, que já designou agentes para investigar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here