728 x 90

Nos últimos dois anos e quatro meses, 240 novas empresas e micro empreendimentos foram abertos em Presidente Médici

Dados obtidos junto à Secretaria Municipal de Fazenda apontam franco crescimento de empreendimentos no município, gerando maior possibilidade de contratações e a formalização dos negócios.

 

Em 2017, um total de 75 empresas, entre comércios e prestadores de serviços dos mais diversos ramos foram abertos na cidade. Em 2018, o número subiu para 124 empreendimentos e até o fechamento desta matéria, os quatro primeiros meses de 2019 apontam 41 empresas. Entre 2013 a 2016 foram abertas 291 empresas e micro empresas. Se o ritmo for mantido, as expectativas são de que o crescimento alcance patamares bastante satisfatórios, possibilitando o aumento da geração de empregos no município e também a saída da informalidade de vários micro empreendedores.

O prefeito Edilson Alencar comemorou os dados da Secretaria Municipal da Fazenda. “Apesar de todas as dificuldades, o município não está estagnado como vemos em tantos cantos do Brasil. Estamos realizando obras, dando continuidade a outras, pagando dívidas contraídas em outros mandatos, mas que são nossa responsabilidade para manter o município apto a receber recursos, e observando que mesmo assim os comércios e micro empreendimentos estão sendo formalizados , que estão apostando em Presidente Médici e acreditando no potencial  de nossa cidade”, disse o chefe do Executivo Municipal.

Ferramentas para o crescimento

Edilson Alencar também lembrou que a atual administração municipal criou uma lei , devidamente aprovada pela Câmara, que beneficia os micro empreendedores locais na participação dos processos licitatórios da Prefeitura de até R$ 80 mil anuais, concedendo-lhes vantagens desde que apropriadamente documentados e aptos a participar dos certames.

Outra grande conquista é a implantação, há poucos dias, do Selo de Inspeção Municipal (SIM). “Com esta ferramenta iremos acompanhar todo o processo de produção, conservação, acondicionamento, embalagem e rotulagem, garantindo um produto seguro ao consumo humano, retirando o produtor da clandestinidade, da ilegalidade ao agregar valor com o selo, podendo comercializar aquilo que produzem com maior valor, o que representa ganho para toda a cadeia produtiva, principalmente entre aqueles que comercializam produtos de origem animal como carne, leite, ovos, queijos, mel, pescados e outros derivados”, finalizou o prefeito.

 

Da Assessoria

Comentarios

os comentaio sao de sua problia responsabilidade *

Novidades

TOP 10 Musicas

  • banner lateral 2
  • Farmacia preço baixo