Os limites da privacidade na era digital

0
4

Muitas pessoas afirmam ter o direito à sua privacidade e, por isso, negam-se a integrar comunidades como a mídia social, sentindo que esta pode ser nociva para a liberdade e o bem-estar. Mas, afinal, quais são os limites da privacidade na era digital?

As mudanças que se operaram no mundo também afetaram a vida das culturas e das sociedades modernas.

Hoje, basta um rápido olhar em redor para que, sem muita análise, compreendamos uma realidade inabalável: o celular tornou-se uma extensão do braço humano nas sociedades de primeiro mundo.

Esse acontecimento fez com que muitas plataformas que, até há algumas décadas, não existiam se tornassem, subitamente, elementos fulcrais e definidores da nossa vida enquanto seres humanos sociais.

De fato, a mídia social e plataformas como o Facebook ou o Instagram alteraram a forma como vivemos os dias, levando a uma maior exposição do quotidiano, a uma modelação das experiências com base no que se deseja partilhar e da forma como queremos que os outros olhem para nós

Esta pressão tem feito com que muitas coisas nocivas surjam, tais como o cyberbullying, a sensação de permanente vigilância ou o esbater das identidades individuais.

Embora não se trate de uma invasão de privacidade tão grande como a proposta do crédito social chinês, esta é uma situação que tem gerado bastante preocupação na comunidade científica.

Fonte: RondoniaAgora

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here