Últimas notícias de coronavírus de 13 de março

0
41

Destaques desta sexta (13):

  • Exames atestam que o presidente Jair Bolsonaro não está com coronavírus
  • A Europa é o novo epicentro do coronavírus, diz OMS
  • Prefeitura de São Paulo e Governo de Goiás cancelam todos os eventos de massa por tempo indeterminado
  • Lollapalooza Brasil é adiado para o segundo semestre
  • Argentina registra a 2ª morte, desta vez um professor universitário de 61 anos
  • Venezuela confirmou os primeiros dois casos
  • prefeito de Miami, Francis Suarez, testou positivo para Covid-19
  • Há mais de 130 mil casos de Covid-19 no mundo e ao menos 5 mil mortes
  • Mulher de Trudeau tem diagnóstico de coronavírus confirmado no Canadá
  • O Irã tem mais de mais de 11 mil casos da doença e 514 mortes
  • A Itália ultrapassou as 1,2 mil mortes e já tem mais de 17 mil casos confirmados; 250 foi o número de mortes somente nas últimas 24 horas
  • Torre Eiffel e Museu do Louvre fecham por tempo indeterminado
  • Primeiro paciente com caso de coronavírus confirmado no Brasil está curado

Apoio famoso

A cantora norte-americana Gloria Gaynor gravou um vídeo lavando as mãos ao som de “I Will Survive” e criou um movimento entre os fãs nas redes sociais.

“Você só precisa de 20 segundos para sobreviver”, escreveu a cantora em post nesta semana, quando o vírus foi considerado uma pandemia.

Bloqueios e cancelamentos

Em São Paulo, o festival Lollapalooza Brasil, que aconteceria nos dias 3, 4 e 5 de abril, foi adiado para o segundo semestre.

Em Goiás, a Tecnoshow, uma das principais feiras do agronegócio do país, foi adiada por tempo indeterminado. O evento estava marcado para os dias entre 30 de março e 3 de abril.

A Maratona de Boston, nos EUA, prevista para acontecer em 20 de Abril, foi adiada para Setembro como medida para evitar a dispersão do novo coronavírus. Em Nova York, eventos com mais de 500 pessoas, incluídos shows da Broadway, estão proibidos. Na Louisiana, as prévias para a eleição presidencial foram suspensas.

A Espanha vai anunciar estado de alarme neste sábado por coronavírus. Madri ordenou o fechamento de bares e restaurantes da capital espanhola a partir de sábado (14) como medida de controle do surto, já a Catalunha, comunidade autônoma, anunciou isolamento total da região.

Em Paris, o Museu do Louvre e a Torre Eiffel fechou suas portas por conta do coronavírus.

O Canadá suspendeu as sessões do parlamento local em meio a pandemia de Covid-19.

A Suíça impôs a bares e restaurantes que limitem o número de clientes a 50 pessoas. Além disso impôs controle de fronteiras com a Itália, o fechamento de escolas até o dia 4 de abril e também a proibição de eventos com mais de 100 pessoas.

Polônia e Dinamarca fecharão suas fronteiras para estrangeiros a partir do final de semana.

A Argentina anunciou a suspensão das aulas por 15 dias para evitar a dispersão do vírus. A Islândia também suspendeu todas as aulas e também proibiu a realização de eventos com mais de 100 pessoas.

O Paquistão anunciou o cancelamento das atividades escolares, assim como o Marrocos, que fechará todas as escolas e universidades a partir do dia 16, segunda-feira.

Testes nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que os testes para coronavírus no país em breve serão realizados em larga escala, mas não forneceu detalhes sobre como isso será realizado. O prefeito de Miami, Francis Suarez, testou positivo para Covid-19.

Na sexta, o laboratório Roche obteve aprovação de emergência do governo dos Estados Unidos para um teste de diagnóstico do novo coronavírus, 10 vezes mais rápido do que os exames atuais.

Igreja Católica

O Papa Francisco afirmou que as medidas draconianas contra o novo coronavírus “nem sempre são boas” e pediu a bispos e padres que não deixem os fiéis sozinhos durante a pandemia.

Fonte: G1.Globo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here